Sala Guarnicê – Música de Concerto em diálogo com a Música Folclórica Maranhense

Como parte do encerramento da capacitação do Programa Gestores em Movimento em São Luís/MA foi criada a Sala Guarnicê, espaço para difundir a música de concerto pelo viés da música folclórica maranhense, além de conectar pessoas com a música local, nacional e universal. A ideia é viabilizar a música folclórica maranhense em conexão com a música de concerto para crianças, adolescentes, adultos e idosos por meio de uma gestão de excelência e auto sustentabilidade cultural pautada na ética e legalidade.

Com a iniciativa do Instituto Cultural Vale, a Sala Guarnicê é o resultado de 06 dias de imersão de músicos, estudantes de música e gestores da área cultural em São Luís no universo das salas de concertos, teatros e orquestras do país e do mundo. Durante esses dias, 35 participantes puderam se aprofundar em temas como visão geral do funcionamento de orquestra e salas de concerto; formatação de Projetos de Leis de Incentivo; elaboração de orçamento público e privado, contratos e legislação; planejamento e execução das etapas de produção; noções básicas de economia da cultura; rotinas de palco como iluminação, sonorização, dentre outros.

Para finalizar a capacitação, os alunos estão desenvolvendo o Festival Gestores em Movimento, onde são responsáveis desde a programação, produção, divulgação e condução do evento. Cada equipe administra o valor do orçamento para gastos artísticos e de produção. Antes de cada concerto, as equipes fazem breve apresentação dos artistas e do repertório que escolheram. Tudo como acontece em um concerto de verdade. A Sala Guarnicê está produzindo 03 concertos que acontecem nos próximos dias 07, 08 e 09 de junho, às 19 horas, no Teatro da Cidade de São Luís, antigo Cine Roxy, no Centro.

O primeiro concerto acontece nesta sexta-feira (07) com a apresentação do músico Augusto Nassa com “Clássicos do Maranhão”, onde ele irá apresentar músicas que representam a cultura maranhense. Já o segundo concerto vai acontecer no sábado (08) com um dos grupos mais representativos do gênero musical brasileiro e Patrimônio Cultural do Brasil – o choro, Instrumental Pixinguinha (foto). E para finalizar as apresentações, no domingo (09) o público vai poder prestigiar a apresentação da soprana Rose Nogueira e da pianista Ângela Marques, um espetáculo à parte.

 

SALA GUARNICÊ

A sala Guarnicê nasceu através do Programa Gestores em Movimento, idealizado e coordenado pelo compositor e maestro João Guilherme Ripper, com o intuito de fomentar uma gestão criativa de salas de concerto, orquestras e teatros pelo Brasil.

Ao combinar a música folclórica maranhense com a música de concerto, cria-se uma experiência única e enriquecedora para um público diversificado. Além disso, a sala de concerto GUARNICÊ tem como objetivo fortalecer os laços comunitários e promover a inclusão social,  abrindo novos horizontes criativos na cena cultural local. O projeto é uma maneira significativa de preservar as tradições e enriquecer a vida cultural. Dedicada a promover a música, essa sala desempenha um importante papel na diversificação da arte musical no Maranhão.

O programa tem patrocínio do Instituto Cultural Vale, através da Lei de Incentivo à Cultura. Tem o apoio da Secretaria de Estado da Cultura (SECMA), da Secretaria Municipal de Cultura (SECULT), do Teatro Arthur Azevedo e do Teatro da Cidade de São Luís. A realização é do Ministério da Cultura (MINC) e da agência SAGRE.

 

SERVIÇO

O que: Festival Gestores em Movimento

Onde: Teatro da Cidade de São Luís, antigo Cine Roxy, no Centro

Quando: 07, 08 e 09 de junho de 2024 às 19 horas

Entrada: GRATUITA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos