IKIRU_ERÊ_UBUNTU – Uma exposição artística inclusiva, interativa e afetiva

Abrindo a agenda expositiva de 2022, dia 3 de abril, domingo, às 19h, “IKIRU_ERÊ_UBUNTU”, de Tairo Lisboa, é inaugurada no Engenho Central de Pindaré. A Exposição foi contemplada Prêmio de Ocupação das Artes Visuais Amina Paula Barros1,, promovido pelo Governo do Maranhão por meio da Secretaria Estadual de Cultura (SECMA). O período de visitação, gratuita, vai até 3 de junho, de terça a domingo, das 15h às 20h.

Ser Ubuntu é ter a consciência que é impossível viver no mundo sozinho e ser feliz. Esse é o ponto de partida e inspiração da exposição, que apresenta ao público um espaço expositivo interativo, permissivo, criativo, solidário e afetivo, revigorando o espírito da Criança/Erê dentro de cada um, potencializando a liberdade lúdica que a criança “ERÊ” apresenta diante do mundo.

1 O Prêmio de Ocupação das Artes Visuais Amina Paula Barros, faz homenagem a pintora Amina Paula Barros, uma das expressões da arte maranhense do início do século XX, que se destacou em um universo tipicamente masculino e abriu espaço para as mulheres nas artes. Foi casada com o pintor Paula Barros, fundador da Escola de Belas Artes em São Luís em 1922, responsável pela formação de uma nova e importante geração de artistas.

A exposição “IKIRU_ERÊ_UBUNTU” é resultado do trabalho de escuta, pesquisa, intercâmbio de saberes e da cultura lúdica realizada por Tairo Lisboa. Conectado com a filosofia Ubuntu o artista e produtor abdicou da figura de curador de arte possibilitando uma construção de pensamento tecida de forma autônoma e coletiva com os colaboradores da exposição. Assim vem desenvolvendo um trabalho muito atento ao elo afetivo entre o coletivo artístico e o público.

Os visitantes terão acesso a obras que dialogam poeticamente com as artes ancestrais praticadas no período rupestre, conectando movimentos estéticos contemporâneos como a Arte Bruta, Arte Poverá, Tropicália, Neoexpressionismo. Traz desenhos, pinturas em papel, lambe-lambe, stêncil, brinquedos artesanais, fotografias de ações artísticas em comunidades rurais e urbanas e obras interativas.

A exposição contará ainda com espaços interativos para praticas de desenho. Serão realizadas oficinas de aplicação de lambe-lambe e stencil para compartilhar experiências e promover a linguagem da arte urbana durante o período que a exposição estará em cartaz.

Na abertura da exposição será realizado um cortejo com cazumbas de Pindaré Mirim e ainda apresentações do Grupo Elite Capoeira do professor Costinha de Pindaré Mirim e das caixeiras do Divino Espirito Santo também de Pindaré Mirim.

Serviço:
Abertura da exposição IKIRU_ERÊ_UBUNTU

Quando? domingo, 3 de abril de 2022, às 19h

Onde? No Engenho Central de Pindaré-Mirim

Visitação: 3 de abril à 3 de junho de 2022.

 

(Informações da Assessoria)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos