Projeto “Bonecos do Natal Maranhense” distribuiu 7.000 kits de brinquedos que ensinam sobre a cultura do Maranhão

Neste ano, a programação do Natal do Maranhão conta com uma série de atrações especiais que encantam a população local e os turistas que nos visitam. Mas se engana quem pensa que os dias de festividade são pensados apenas para os grandes, pois os pequenos também fazem a festa e vivenciaram nesses últimos dias um espaço especial de diversão: a Oficina “Kit Cultural Bonecos de Natal Maranhense”, uma realização da Éguas Paper Toy, empresa maranhense de brinquedos de papel, com o patrocínio da Secretaria de Estado da Cultura do Maranhão e da Equatorial Energia, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

Além de conhecer a casa do Papai Noel, localizada na Junta Comercial do Estado do Maranhão (Jucema), entre os dias 10 e 19 de dezembro, as crianças tiveram a oportunidade de montar os seus Papais Noéis personalizados na oficina de bonecos de papel da Éguas Paper Toy. Além do Papai Noel, também puderam decorar e montar os bonecos da árvore de natal, do boneco de biscoito e de Dan, Firmina e Jupi – personagens que representam as etnias que compõem a fundação do Maranhão: a branca, a africana e a indígena.

Durante todo o projeto no mês de dezembro foram contempladas cinco escolas da rede pública e seis oficinas realizadas no Natal do Maranhão, além da distribuição de diversos kits para os visitantes da programação. “Nós tivemos sucesso em todas as oficinas realizadas nas escolas e na casa do Papai Noel, no total a gente distribuiu 7.000 kits. A receptividade nas escolas foi muito boa, os professores e diretores tiveram acesso ao material e elogiaram tanto o material quanto às atividades realizadas. Já na casa do Papai Noel, o público veio buscar os paper toys e todas as unidades se esgotaram. Percebemos que as crianças realizaram as atividades com afinco”, pontuou João Santos, designer do projeto, em relação às oficinas executadas.

Para os familiares das crianças que participaram das oficinas, o projeto representa a possibilidade de criação de cada pequenino e um espaço dedicado exclusivamente a elas. “Eu acho que foi a melhor coisa que a gente se encontrou aqui dentro. Na hora que ela chegou, já foi correndo pra se divertir ali. Acho que é

importante ter um espaço assim justamente para a criança ter o seu momento. Essa oficina é uma oportunidade da criança mostrar sua criatividade, brincar e se divertir mais um pouquinho”, explicou Juliana Novaes, mãe de Marina de seis anos, que participou da oficina.

Mais que um momento de lazer e diversão, as Oficinas de Bonecos do Natal Maranhense possuem a finalidade de despertar interesse sobre elementos da cultura e do imaginário do Maranhão por meio dos bonecos e das histórias que cada um deles traz consigo. É dessa forma também que a identidade e o orgulho de ser maranhense se perpetua entre as gerações. “O projeto da Éguas Paper Toy já está em seu segundo ano com esse tema natalino e casou justamente com a nossa proposta de trazer esses personagens que já são elementos que a gente vem trabalhando junto a população justamente para que ela possa conhecer um pouco mais da nossa história e nossa cultura. Então a importância, além de toda essa parte lúdica, é realmente agregar a cultura a esse momento de lazer”, afirmou a Secretária Adjunta de Cultura Incentivada do Maranhão, Caroline Veloso.

Àqueles que não conseguiram comparecer às oficinas realizadas ou fazer a retirada do kit nos pontos de distribuição, podem baixar alguns dos materiais através de link na biografia do Instagram @EguasPaperToy e realizar a atividade em casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos