Baque Mulher São Luís – Festa de dois anos acontece no Tebas Bar e Café

O Baque Mulher São Luís completa dois anos de formação e vai celebrar com batuque, música e muito axé no Tebas Bar e Café, no próximo domingo (23)

O próximo domingo (23) será de celebração dos dois anos do grupo Baque Mulher São Luís, com cortejo na rua, música e participações especiais. A comemoração será realizada a partir das 17h, com concentração na Fonte do Ribeirão, seguido de cortejo até o Tebas Bar e Café, na Rua do Ribeirão, Centro.

O movimento Baque Mulher é um movimento feminista idealizado e fundado pela Mestra Joana Cavalcante, primeira Mestra de um Maracatu Nação, a Nação do Maracatu Encanto do Pina, em Recife-PE, no ano de 2008. A filial Baque Mulher São Luís foi fundada em 21 de outubro de 2020 e desde então vem reunindo mulheres, realizando e participando de ações e debates em torno de direitos, combate ao machismo e empoderamento feminino.

“A partir do toque de maracatu, o movimento reverencia os fundamentos que são sua base estrutural, como o respeito às mais velhas e à força sagrada e ancestral dos Orixás. Aqui em São Luís estamos construindo esse coletivo há dois anos, germinando essa semente que Mestra Joana plantou e que tem frutos por todo o Brasil e pelo mundo.”, explicou Luana Appel, uma das coordenadoras do grupo.

DJ Ana Lu

No domingo, além da apresentação do Baque Mulher, a programação conta com a participação do grupo Flor de Maracujá, formado por mulheres que trazem no repertório os ritmos dos toques do Divino Espírito Santo, cacuriá, terecô e muito mais;  DJ Ana Lu, com set de ritmos bem brasileiros; o grupo Samba de Mina, com cantoras e instrumentistas mostrando a força do samba feminino; as Zabumbeiras, movimento do bairro Fé em Deus que amplia a presença de mulheres no batuque do bumba meu boi tocando a zabumba; e a dama do reggae, Célia Sampaio, que além do reggae, apresenta outros ritmos da cultura afro-brasileira e maranhense.

Célia Sampaio

Além de celebrar a vida e o axé das mulheres, a festa tem entre seus objetivos incentivar que mais mulheres integrem o movimento em São Luís; angariar fundos para manutenção do grupo, comprar instrumentos, realizar oficinas e workshops sobre maracatu; e também arrecadas absorventes para doar a uma instituição que atenda mulheres em situação de pobreza menstrual.

A entrada do evento tem um valor simbólico aliado à doação voluntária de um pacote de absorvente. Os ingressos podem ser adquiridos na plataforma Sympla, com meia-entrada para professores, estudantes e idosos. Acesse em https://www.sympla.com.br/aniversario-baque-mulher-sao-luis-2-anos__1757473?share_id=i9t4.

Atualmente o movimento Baque Mulher tem 38 filiais, que somam vozes e tambores, ampliando a luta do movimento, bem como ecoando pautas próprias de cada lugar onde existe. Mais informações em www.baquemulher.com.br e nas redes sociais @baquemulhersaoluis e @movimentobaquemulherfbv.

Serviço
O quê: Comemoração de 2 anos do Baque Mulher São Luís
Quando: Dia 23 de outubro, das 17h às 22h.
Onde: Início na Fonte do Ribeirão, seguindo em cortejo para o Tebas Bar e Café, que fica na Rua do Ribeirão, próximo à Avenida Beira-Mar.

 

 

 

(Com informações da Assessoria)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

DIÁRIO DE BORDO NO JP

Vanessa Serra é jornalista. Ludovicense, filha de rosarienses.

Bacharel em Comunicação Social – habilitação Jornalismo, UFMA; com pós-graduação em Jornalismo Cultural, UFMA.

Atua como colunista cultural, assessora de comunicação, produtora e DJ. Participa da cena cultural do Estado desde meados dos anos 90.

Publica o Diário de Bordo, todas as quintas-feiras, na página 03, JP Turismo – Jornal Pequeno.

É criadora do “Vinil & Poesia” que envolve a realização de feira, saraus e produção fonográfica, tendo lançado a coletânea maranhense em LP Vinil e Poesia – Volume 01, disponível nas plataformas digitais. Projeto original e inovador, vencedor do Prêmio Papete 2020.

Durante a pandemia, criou também o “Alvorada – Paisagens e Memórias Sonoras”, inspirado nas tradições dos folguedos populares e lembranças musicais afetivas. O programa em set 100% vinil, apresentado ao ar livre, acontece nas manhãs de domingo, com transmissões ao vivo pelas redes sociais e Rádio Timbira.

PIX DIÁRIO DE BORDO SLZ
Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Arquivos